1

10 palavras que você deve evitar em seu currículo

Por Joyce Macedo RSS | 20.08.2013 às 07h00

entrevista de emprego

Sabemos que um currículo – virtual ou não – é essencial na hora de apresentar seu trabalho e a si mesmo para recrutadores e para o mercado de trabalho como um todo. É de suma importância que ele esteja bem escrito e, mesmo que esse não seja seu ponto mais forte, algumas dicas podem ajudar na hora de sua composição.

É preciso pensar e descrever todos os aspectos de sua experiência e suas qualidades profissionais, mas hoje a dica é diferente: o LifeHack listou as dez palavras que definitivamente não devem fazer parte do seu currículo.

10. Competente

Ao olhar para o seu currículo, o empregador vai pensar: "Claro que ele se acha competente. Ninguém vai dizer que é incapaz ou incompetente o suficiente para realizar uma tarefa". Isso provavelmente vai deixá-lo irritado e fazer com que seu currículo vá para uma gaveta junto com os demais "competentes" para realizar as tarefas daquele cargo. 

Ao se candidatar a uma vaga, o candidato vê apenas a descrição de trabalho, mas até então não sabe exatamente quais tarefas irá desenvolver e se ele será mesmo capaz de executá-las como escreveu em sua descrição. Não existe uma palavra alternativa que você possa usar nesse caso, mas "eficiente" é o mais próximo que você deve chegar.

9. Escalável

Essa palavra está na moda. Seja em artigos, currículos, ou até mesmo em uma simples conversa podemos ouvir alguém usando o termo "escalável" como um adjetivo que combina com tudo. É difícil definir, e por isso é difícil entender o seu significado em uma determinada frase.

Basicamente, o termo é usado para definir algo que tem condições para crescer de forma uniforme ou para suportar um aumento de carga – e por isso é muito usado para descrever negócios e sistemas. É importante saber que seu currículo não pode ser vago, e sim objetivo. Logo, se o seu futuro empregador não estiver certo sobre o que você quis dizer com determinada palavra, eles não vão desperdiçar tempo tentando descobrir. Cada palavra tem um sinônimo, use-o.

8. Trabalhador

Empregadores gostam de pessoas trabalhadoras, mas principalmente de pessoas trabalhadoras que apresentam resultados. Às vezes não é preciso trabalhar até a exaustão para desempenhar sua função, especialmente se você estiver em uma indústria onde outras coisas são mais valiosas, como a criatividade na área de publicidade, por exemplo. Tente encontrar um sinônimo mais adequado, ou simplesmente evite o adjetivo.

7. "Ancioso"

Não estamos dizendo que você utilizaria essa palavra – muito menos escrita dessa maneira – em seu currículo, mas é importante ressaltar que nós somos humanos, e é normal cometer erros, mas isso não é desculpa. Use um corretor ortográfico online para ver se você não "comeu" nenhuma letra durante a digitação ou cometeu algum erro gramatical. Ainda enfrenta dificuldades com o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa?  Uma boa dica é usar o site Ortografa!

6. Solucionador de problemas

Esse não é um bom termo para ser utilizado porque há uma certa dose de negatividade nele. Isso implica que haverá problemas e que você estará envolvido neles (mesmo como um solucionador). Isso é algo difícil de prever e que pode resultar em uma pergunta complicada durante sua entrevista, como: "Conte-nos sobre um problema específico que ocorreu e descreva a forma como você lidou com isso". Boa sorte para sair dessa sem se enrolar na resposta.

5. Criativo

Ser criativo é uma boa qualidade, e isso é realmente uma boa palavra para ter em seu currículo, mas você deve evitar descrever a si mesmo como criativo. Experimente algo como "trabalhei ao lado de pessoas criativas", "envolvido em tarefas criativas", e frases do gênero. Isso implica que a criatividade e você estão ligados de alguma forma e, portanto, você deve ser criativo (e não esnobe).

4. Inovador

Palavras comuns, como inovador, muitas vezes são utilizadas em currículos. E por todos os candidatos. Esse tipo de palavra acabou perdendo sua força e agora faz com que os potenciais empregadores revirem os olhos ao se deparar com elas. Existem melhores maneiras de dizer isso, como, por exemplo, criador de novas estratégias. 

3. Habilidades de comunicação

Quais são as suas habilidades de comunicação? Ser capaz de falar? Ser capaz de falar bem? Quem julga isso? Como você sabe que tem excelentes habilidades de comunicação?

Seu currículo deve ser diferente em comparação a todos os outros, e é preciso lembrar que "habilidades de comunicação" é algo que todo mundo coloca em seu currículo. Além disso, é preciso avaliar se o cargo em questão requer esse tipo de habilidade, como na área financeira. Já para outros cargos, é redundante dizer que você é um ótimo comunicador. Evite colocar essa frase e apenas mostre suas habilidades de comunicação.

2. Motivado

Dependendo do contexto, o uso dessa palavra é permitido sem maiores restrições. Por exemplo, dizer que "aprender e adquirir novas habilidades me motiva" é aceitável. "Motivado" por si só é vago, e faz o seu potencial empregador querer saber o motivo de você ter enfatizado essa palavra – e isso pode resultar em uma pergunta difícil durante a entrevista.

1. Hábil

"Sério? Você tem habilidades? Uau, eu não percebi isso ao ler o seu currículo", pensaria o seu recrutador. Brincadeiras a parte, esse pensamento mostra o quão redundante é essa palavra e como ela pode ser interpretada. Em vez de dizer hábil, tente enfatizar essas tais habilidades no decorrer de seu currículo. 

Agora, se o seu currículo já foi aprovado e você passou para a fase de entrevistas,  vale a pena conferir as 20 perguntas mais difíceis nas entrevistas de emprego e testar quais seriam as suas respostas.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

FIQUE ATUALIZADO
RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS POR E-MAIL