Pesquisa da Gartner mostra que serviços em nuvem vão crescer em 2015

Por Redação | em 22.05.2015 às 12h45

computação na nuvem

O mercado de infraestrutura de serviços na nuvem (IaaS) vai crescer 32,8% em comparação com o ano passado, segundo informações do Gartner. Deverá, também, haver uma concentração de players, pois muitos prestadores de serviços estão alterando as suas estratégias por não conseguirem força suficiente no mercado atual.

Os gastos globais com IaaS deverão chegar a US$ 16,5 bilhões em 2015, sendo um aumento de 32,8% em comparação com 2014. A vice-presidente do Gartner, Lydia Leong, diz que o ecossistema de soluções em nuvem vem se consolidando de maneira rápida em torno de um pequeno número de líderes de mercado.

"Os clientes estão obtendo um grande valor fora do IaaS, mas o cenário competitivo está mudando. Poucos provedores possuem recursos financeiros para investir em ser amplamente competitivos no mercado de serviços Cloud", comenta a analista.

A pesquisa do Gartner também revela que 2014 foi um ano de ajuste de contas para os provedores de serviços em nuvem e que muitos acreditam que a estratégia usada atualmente está fracassando. Algumas dessas companhias pretendem lançar uma plataforma nova e realizar alterações substanciais na atual, ou mudanças que forneçam serviços gerenciados nas principais plataformas. Outros fornecedores dizem ter a intenção de interromper ou reduzir o investimento, ou eliminá-las e substituí-las.

"Aconselhamos que os compradores sejam extremamente cautelosos ao selecionar provedores, que façam perguntas específicas e detalhadas sobre o serviço e busquem compromissos contratuais que não permitam que o provedor modifique substancialmente ou modifique a oferta sem aviso prévio de pelo menos 12 meses", afirma Lydia.

A pesquisa 2015 CIO Survey, do Gartner, indica que 83% dos CIOs consideram o trabalho em nuvem uma opção de infraestrutura e 10% estão usando pela primeira vez e já adotando o serviço como preferência de infraestrutura.

Os usos mais comuns de soluções de IaaS são em ambientes de desenvolvimento e testes, computação de alto desempenho e processamento em lote, sites e aplicativos baseados na web e aplicativos de negócios internos sem missão crítica.

"A nuvem como serviço pode ser usada para executar a maioria das cargas de trabalho, embora nem todos os provedores possam executar bem todo tipo de carga. IaaS não é uma mercadoria. Os fornecedores variam significativamente suas funcionalidades, desempenho, custo e termos de negócios. Embora na teoria a nuvem como serviço tenha muito pouco lock-in, na realidade ela não é meramente uma questão de aluguel de hardware, mas todo um ecossistema de Data Center como serviço. Quanto mais você usa seus recursos de gerenciamento, maior valor receberá a partir da oferta – e maior será o vínculo que criará com essa oferta especial de serviço", finaliza Lydia.

O Gartner recomenda que as organizações aprendam a operar em dois modos essenciais, conhecidos como TI bimodal.

Estes e outros dados serão divulgados na Conferência Gartner Business Intelligence, Analytics & Information Management, que acontece no Sheraton São Paulo WTC Hotel, nos dias 23 e 24 de junho.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar