Mercado de TI no Brasil deverá crescer 2,6% em 2016, segundo IDC

Por Redação | em 29.01.2016 às 14h50

Gestão de TI

Segundo dados da consultoria IDC, o mercado brasileiro de Tecnologia da Informação terá um crescimento na ordem de 2,6% no ano de 2016. Apesar dos números de 2015 não terem sido efetivados, a consultoria acredita que haverá uma expansão nos investimento em TI no Brasil. Sendo assim, o setor deverá manter um faturamento superior aos US$ 60 bilhões, "mesmo diante de um cenário econômico adverso", afirma a empresa.

Para a IDC, os investimentos previstos serão focados na busca das empresas por eficiência a partir do uso de recursos computacionais e por diferenciação competitiva. Entre as tendências listadas pela consultoria está a migração para o digital, onde os líderes de negócio puxarão iniciativas de digitalização. De acordo com dados, cerca de 54% das pequenas e médias empresas no Brasil entrarão em projetos de transformação digital ao longo de 2016, impactando diretamente os investimento em contratação de soluções de big data, cloud, mobile e social.

A estagnação de dispositivos também é outra tendência para este ano. A consultoria projeta que sejam comercializados cerca de 40 milhões de celulares, 6 milhões de PCs e 5 milhões de tablets, números abaixo dos registrados recentemente. A internet das coisas deverá começar a ganhar massa crítica, e a IDC estima que os primeiros projetos práticos venham à tona ainda este ano.

Na visão da IDC, os pagamentos realizados através de dispositivos móveis ganharão tração em 2016. Esse mercado será impulsionado por aqueles que ainda não fazem parte do sistema financeiro formal. Outra tendência abordada é o fraco desempenho das operadoras de telecom em relação ao mercado corporativo. A previsão é que neste ano as operadoras tenham um declínio de 0,5% em suas receitas com clientes corporativos. Concluindo o top 10 de tendências para os próximos doze meses, a IDC ainda listou a restrição ao BYOD, o avanço da computação em nuvem, o empenho em soluções de segurança, aumento na análise de dados e foco cada vez maior nos consumidores.

Apesar do otimismo da consultoria, o mercado brasileiro deverá crescer a uma taxa menor do que em outros países da América Latina. A expectativa é que o setor de TI movimente US$ 130 bilhões e o de telecom fique em torno de US$ 213 bilhões na região em 2016. Com esses números como base, o segmento TIC entre os latino-americanos avançará 3,3% em relação ao ano anterior.

Via CIO

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar