Brasil está começando a "engrenar" em BI e Big Data, diz Oracle

Por Leandro Souza RSS | em 14.12.2016 às 20h06

Marcio Gadaleta Oracle

A Oracle é mais conhecida por sua presença no mercado de bancos de dados, mas nos últimos tempos está cada vez mais se posicionando em diversas áreas onde não tinha tradição, como software em nuvem, infraestrutura de dados, big data e outros. De olho no mercado brasileiro, a companhia acredita que o segmento de analytics e big data poderá ser um dos principais gatilhos para o crescimento da multinacional no futuro.

De acordo com Marcio Gadaleta, diretor de desenvolvimento de negócios de Big Data e Business Analytics da Oracle Brasil, a empresa está em meio a um trabalho de mudança de perfil junto a seus clientes, se dedicando a aumentar a participação no mercado de analytics no país e na América Latina, que está apenas no começo de sua maturação.

"Vimos uma tração destes projetos (de big data) nas grandes empresas nos últimos anos. Acredito que a América Latina está começando a engrenar agora em BI e Big Data", disparou o executivo da multinacional.

Para marcar o novo posicionamento, a companhia abriu na região em novembro um Centro de Inovação dedicado ao segmento. Sediado em Buenos Aires, o centro será base para projetos transformacionais e inovadores de Big Data, internet das coisas e cidades inteligentes para diferentes indústrias, como varejo, bancos, mídia, telecomunicações e manufatura.

De acordo com Gadaleta, o espaço conta com um ambiente de trabalho colaborativo para apoiar a interação entre a Oracle e o ecossistema de clientes, parceiros, empreendedores, universidades e governo, incluindo a base que a companhia possui no Brasil.

"Podemos usar esta experiência para identificar os melhores cases de uso e implementações, incluindo alguns já feitos no Brasil, ajudando clientes em potencial e nossos canais para desenvolver novos projetos", explica Gadaleta, que não abriu detalhes sobre quais clientes brasileiros a Oracle já tem em big data.

Em setembro, a companhia anunciou o lançamento do Oracle Analytics em nuvem, uma oferta que se alinha com o posicionamento da companhia em disponibilizar todas as suas soluções de software na modalidade serviço (SaaS). Para o Brasil, a empresa trouxe recentemente o seu ERP, que é baseado em um data center local. Porém, Gadaleta admite que o Oracle Analytics Cloud ainda não está em data center brasileiro.

"Mesmo assim, é uma grande alternativa para empresas de porte médio e grande reduzirem custos na sua implementação de análise de dados", destaca Gadaleta.

Apesar do posicionamento, a Oracle terá concorrentes pesados para disputar a clientela em analytics. Empresas grandes e especializadas como SAS, IBM e Microsoft, assim como players que se destacaram no segmento, como Tableau e Qlik, também estão no páreo.

"Estamos trabalhando para mostrar nossa capacidade de inovação e estamos trabalhando junto ao mercado para firmar esta consciência. Esperamos ver bons resultados a partir do próximo ano", rebate Gadaleta.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome