ZTE está demitindo 3.000 funcionários

Por Redação | em 09.01.2017 às 16h30

ZTE

A chinesa ZTE anunciou que vai demitir 3.000 empregados, o que corresponde a 5% da sua força de trabalho global de 60.000 funcionários. A notícia chega em uma fase delicada da empresa, que enfrenta sanções comerciais pesadas nos Estados Unidos que podem prejudicar gravemente sua cadeia de fornecimento.

A China foi a mais afetada, com um quinto das posições de trabalho sendo cortadas. De acordo com a agência de notícias Reuters, um dos escritórios da ZTE no exterior também terá uma cota de 10% dos funcionários demitidos até o final de janeiro. Um gerente da empresa teria dito ainda que alguns nomes entraram para a lista de cortes após terem se candidatado a empregos na rival Huawei e, portanto, foram marcados como "fatores instáveis".

Em março de 2016, o Departamento de Comércio dos Estados Unidos voltou atrás nas restrições comerciais impostas à gigante de equipamentos de telecomunicações por violar o embargo do país ao Irã.

Desde então, a ZTE faz parte da lista negra do governo norte-americano como uma empresa que é contrária à segurança e aos interesses nacionais da Política Externa dos Estados Unidos. Tudo isso porque a companhia teria exportado "ilegalmente" equipamentos sancionados ao Irã.

Por enquanto, nada aconteceu ainda graças a uma série de indultos concedidos, mas em 27 de fevereiro um último indulto vau expirar, o que pode prejudicar gravemente a cadeia de fornecimento da ZTE nos Estados Unidos.

Fonte: Reuters

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome