Elon Musk diz que Tesla “não merece” o alto valor que possui

Por Redação | em 18.05.2017 às 12h42

Elon Musk

Para qualquer executivo, um gigantesco crescimento na empolgação dos investidores e na avaliação do mercado é uma ótima notícia. Mas não para Elon Musk, que se mostrou temeroso quanto à visão que é atribuída à sua montadora de carros elétricos, a Tesla Motors. Para ele, a companhia não merece o alto valor que é atribuído a ela.

Muitas vezes citada como “a Apple do mercado automotivo”, a Tesla é constantemente tida como uma das empresas mais inovadoras e promissoras do mercado atual. E a empolgação para o lançamento do Model 3, seu primeiro modelo voltado para produção em massa, que deve começar a ser fabricado em julho, apenas aumentou essa animação, fazendo com que o valor estimado da montadora ultrapassasse a marca dos US$ 50 bilhões.

Isso, entretanto, acontece com uma empresa que vem perdendo dinheiro, registrando prejuízo de US$ 330 milhões no primeiro trimestre deste ano, e que tem um ritmo de fabricação de menos de 1% em relação às montadoras tradicionais, como Ford ou General Motors. Foram apenas 84 mil veículos produzidos no ano passado e muito investimento em pesquisa e tecnologia. Uma conta que, no final, soa perigosa.

Diante de um acumulado de mais de 40% nas ações da Tesla neste ano, a declaração de Musk soa como um pedido de calma. Segundo ele, abrir uma montadora é uma das maneiras mais difíceis de se fazer dinheiro, devido à grande concorrência e à esmagadora quantidade de normas que devem ser seguidas.

Além disso, deve-se levar em conta as constantes denúncias de funcionários relacionados à fabricação de veículos da Tesla, que relatam jornadas exaustivas e péssimas condições de trabalho devido às metas ambiciosas da empresa. Sobre isso, o CEO afirma que a empresa não negligencia leis e normas de segurança, e explica os objetivos gigantescos afirmando que essa é a maneira de garantir que a companhia não feche as portas diante das perdas que contrastam com a visão que o mercado possui dela.

Essa, inclusive, não é a primeira vez que Musk alerta investidores para que segurem a onda. Nem parece o mesmo CEO que, em 2015, previu que a Tesla Motors ultrapassaria a Apple em avaliação de mercado, chegando a valer US$ 700 bilhões até 2025. Uma meta que, pelas declarações recentes, ele deve considerar um pesadelo.

Fonte: The Guardian

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome