Samsung estaria prestes a se tornar a maior fabricante de chips do mundo

Por Redação | em 02.05.2017 às 09h13

Samsung Logo

A Samsung pode estar prestes a acabar com a hegemonia da Intel no mercado de chips e se tornar a maior fabricante desse setor em todo o mundo, de acordo com números da consultoria americana IC Insights. Nos dados revelados nesta segunda-feira (01), a empresa de análise de mercado prevê a ultrapassagem para o trimestre atual, entre abril e junho, período que deve representar mais um lucro recorde para a marca sul-coreana.

A expectativa da IC Insights é de vendas de US$ 14,6 bilhões para a Samsung no segundo trimestre deste ano, ultrapassando um total de US$ 14,4 bilhões que deve ser registrado pela Intel. Isso tiraria a fabricante da primeira colocação, um lugar que ela ocupa desde 1993, quando se tornou uma das maiores empresas de processadores, atuando com força, principalmente, no mercado de computadores pessoais.

A queda nas vendas de PCs e a baixa penetração da companhia no setor móvel, entretanto, não seriam os únicos fatores para essa mudança na liderança. Bill McClean, presidente da consultoria, cita não apenas o bom desempenho da Samsung junto a fabricantes mobile e a presença de chips da empresa em smartphones de diferentes marcas, mas também um aumento nos preços nos chips.

Segundo as análises, os valores de compra devem subir 39% para memórias DRAM, enquanto os componentes NAND flash terão alta de 25%. Isso, aliado a uma procura cada vez maior dos dispositivos por pequenas fabricantes da China, que produzem aparelhos de baixo custo, deve levar os números da Samsung a mais um recorde e também à primeira colocação.

E a liderança pode ser um indício de uma mudança permanente nesse setor. De acordo com a IC Insights, a não ser que os preços dos componentes baixem – algo que a consultoria considera pouco provável –, a Samsung pode bater a Intel nos números anuais de semicondutores. Como a demanda crescente é uma perspectiva para os próximos anos, a liderança pode acabar ficando nas mãos da marca sul-coreana por um bom tempo.

As vendas recordes no setor de chips foram citadas pela Samsung como o grande destaque de seus resultados financeiros do primeiro trimestre, quando anunciou ganhos na casa dos US$ 5,5 bilhões, um aumento de 33% em relação ao ano passado. Os resultados foram suficientes para compensar, inclusive, a performance abaixo do esperado do setor móvel, ainda baqueado pelos problemas enfrentados pelo Galaxy Note7.

O segundo trimestre deste ano também é o de chegada do Galaxy S8, o novo smartphone topo de linha da empresa. E por mais que os movimentos no mercado mobile aumentem em decorrência disso, a expectativa do mercado é de que os chips continuem a ser a grande força por trás dos números positivos da Samsung.

A expectativa de analistas é que as fabricantes invistam 3,2% a mais na fabricação de chips em 2017 em relação ao ano passado. E a Samsung, claro, deve ser uma das maiores também nesse quesito, colocando US$ 12,5 bilhões no setor, um total 11% acima do que ela investiu no ano passado. Enquanto isso, a própria empresa já afirma que não vê a demanda caindo ao longo dos próximos meses, o que a deixa tranquila para realizar gastos desse tipo. Os investidores agradecem.

Fonte: The Korea Herald

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome