Governo americano pressiona Yahoo e exige explicação sobre vazamento de dados

Por Redação | em 13.02.2017 às 23h34

Marissa Mayer

O Yahoo pode estar prestes a vender grande parte de suas divisões para a Verizon e até mudar de nome depois disso, mas os caso de vazamento de dados envolvendo a empresa que tomaram proporções mundiais no final do ano passado não foram esquecidos. Dois senadores republicanos já estão perdendo a paciência com Marissa Mayer. 

Os políticos John Thune (R-S.D.) e Jerry Moran (R-Kan) definiram um prazo para que a companhia apresente uma resposta concreta sobre os vazamentos de dados de emails de usuários, envolvendo senhas, telefones e outras credenciais. O Yahoo tem até o próximo dia 23 para esclarecer tudo que ainda ficou pendente sobre o escândalo, sob afirmação de que Mayer teria afirmado ser "impossível dar respostas a tantas perguntas básicas sobre os vazamentos". 

Apesar de o escândalo ter sido noticiado apenas em 2016, os senadores se referem aos vazamentos que ocorreram em 2013 e 2014, quando um hacker comprometeu meio bilhão de contas de usuários, em um vazamento sem precedentes. 

O Yahoo revelou que 500 milhões de contas foram afetadas, e pouco depois, confirmou que o número passava de 1 bilhão. Para piorar ainda mais a história, alguns funcionários da empresa estavam por trás do ocorrido e sabiam de tudo. Foram quase dois anos de dados expostos, e os donos das contas só ficaram sabendo do problema em outubro do ano passado. Isso acabou comprometendo o acordo de venda do Yahoo para a Verizon, que fechou negócio em julho, mas recuou após a notícia ter circulado o mundo. 

Agora, quem faz as leis nos Estados Unidos está procurando entender o caso, e direcionou perguntas bem certeiras à companhia, tais como:

1) Em relação a ambos os incidentes de 2013 e 2014, quantos usuários foram afetados? Favor descrever os esforços do Yahoo para identificar e comunicar os usuários sobre o ocorrido.

2) Em relação aos incidentes já mencionados, que tipo de dados o Yahoo acredita ter sido comprometido? Eles incluem dados pessoais confidenciais?

3) Quais passos o Yahoo tomou para identificar e mitigar potenciais danos morais associados a estes incidentes?

4) Quais passos o Yahoo tomou para restabelecer a integridade e melhorar a segurança de seus sitemas após o ocorrido?

5) Além de responder a estas perguntas, favor providenciar um cronograma detalhado sobre incidentes, incluindo a descoberta inicial de 2013 sobre um potencial comprometimento das informações dos usuários, investigações forenses, esforços de segurança subsequentes, notificações às agências jurídicas, bem como quaisquer notificações aos consumidores afetados.

O Yahoo ainda não comentou o assunto.

Com informações do The Next Web.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome